Dica para as mamães

Os tratamentos de cabelo na gravidez e na amamentação!

04/06/2014

Fazer ou não tratamentos de cabelo na gravidez é uma dúvida que sempre pinta nas mamães de plantão. Veja o que os médicos falam a respeitos desses tratamentos durante a gestação e durante a amamentação.

Na gestação:

Tingir o cabelo: a verdade é que ainda não existe nenhum estudo que mostre a segurança do uso das tinturas durante a gestação. Por isso, os médicos recomendam que as grávidas não façam o uso desse produto, pelo menos no primeiro trimestre. Grande parte das tinturas contém amônia, substância tóxica para o bebê.

Hena, tonalizantes e descolorantes: os tonalizantes e a hena não contêm amônia e, por isso, estão liberados desde que o seu uso não seja frequente. Recomendação: no caso dos descolorantes, espere os primeiros três meses de gestação e use o produto o mais longe possível da raiz do cabelo. Faça uma californiana, por exemplo.

Reações aos produtos: o sistema imune feminino fica mais suscetível às reações alérgicas na gestação e quem nunca teve alergia pode passar a ter durante os nove meses. Um reação alérgica pode trazer riscos ao bebê.

Alisamentos: eles entram na categoria de tratamentos perigosos por conterem tioglicolaro, substância tóxica e volátil que se aspirada, pode fazer mal ao bebê. Sem contar que alguns desses tratamentos podem contar formol. Que tal adotar os seus fios ao natural?

Permanente: assim como os alisamentos, você deve esquecer os permanentes. Por conta das alterações hormonais da gestação, eles podem causar respostas indesejáveis.

Métodos de hidratação mais profunda: tá liberado! As queratinas são produtos seguros, proteínas não tóxicas, assim como os demais tipos de hidratação. Mas fique de olho em qualquer sensibilidade alérgica e interrompa o uso imediatamente se notar algo errado. Procure um médico.

Escova e chapinha: estão liberadas. Inclusive aproveite para curtir os cabelos na gestação que ficam mais hidratados e mais lisos.

Spray fixador e gel: podem ser usados. Mas evite o uso exagerado desses produtos quando contém álcool e silicone.

Durante a amamentação:

Pintar, alisar e fazer tratamentos: nessa fase, os tratamentos são vistos com menos alarde. Mas fique atenta pois eles não podem conter amônia, metais pesados e hidroquinona. Isso porque há o risco de intoxicação do bebê. Opte pela hena que é natural. Os tratamentos para alisar o cabelo podem esperar para serem feitos após a amamentação.

Risco de contaminação do leite: o formol deve passar longe das madeixas da mulher que amamenta, pois não há conhecimento quanto a absorção e os efeitos em uma criança pequena. Sabe-se menos ainda sobre sua transmissão pelo leite. Por isso, evite!

Escovas e chapinhas: trata-se de um ato mecânico e que não interfere no período da amamentação. O que pode acontecer é que a prática muito frequente pode acelerar a queda do cabelo, que já é esperada nesse período.

Spray, gel e finalizadores: o spray não é indicado. Já o gel deve ser sem álcool ou silicone. Na dúvida, conversa com o médico!

Fonte: Bebê Abril

NEWSLETTER


SIGA-NOS

UNIDADE - SP
Sul, Sudeste e Centro-Oeste
Av. Duque de Caxias, 2016 - Promeca
CEP: 13223-025 - Várzea Paulista / SP
Fone: (11) 4606-1515
Sac: (11) 4596-4660
UNIDADE - PE
Norte e Nordeste
R. João Ricardo da Silva, 84 - Cruz de Rebouças - Galpão 01
CEP: 53630-066 - Igarassú / PE
Fone: (81) 3312-1154
Sac: (81) 3312-1154
VOLTAR AO TOPO