Baby Roger

Assadura X Alergia a fralda: Qual a diferença?

11/07/2018

Ver a pele do bebê avermelhada e com irritação deixa a mamãe de cabelo em pé, não é mesmo? E vem dois questionamentos  à cabeça, será que é assadura ou  alergia a fralda?

Apesar da assadura e da alergia serem inflamações na pele sensível do bebê, são problemas distintos e precisam de cuidados diferenciados.

Para que a mamãe possa identificar o problema e tomar as medidas necessárias, vamos explicar as principais diferenças.

 

Vamos lá?

 

Como identificar a assadura

 

Como identificar a assadura?

 

Em alguns casos, a área afetada pela alergia, tem aspecto ressecado, outras vezes úmido e em alguns  episódios aparecem brotoejas (pequenas bolinhas na região) e a área afetada fica avermelhada.

A assadura pode acontecer em qualquer fase do desenvolvimento da criança, e é causada por diversos fatores que irritam a pele do bebê.

Contato prolongado com o xixi ou o cocô, novos alimentos  ácidos na rotina que tornam as necessidades da criança mais ácidas, falta de cuidados higiênicos entre outros.

A assadura ocorre principalmente nas partes intimas do bebê, mas é possível atingir outras regiões como as dobrinhas, caso não seja tratada da forma correta pode levar a complicações.

 

Como devo tratar a assadura?

 

Para começar, cuide muito bem da higiene do seu bebê, mantenha sempre a criança limpa e seca, trocando com freqüência as fraldinhas.

Se estiver no verão, experimente deixar a criança sem a fralda ao sol,  durante 5 minutos, assim a pele consegue respirar um pouquinho. Mas mamãe cuidado, aproveite o sol até ás 10h, depois disso é melhor não arriscar.

Compressas de água morna também podem melhorar os sintomas, elas devem ser aplicadas na região afetada por cerca de 15 minutos, três vezes ao dia.

As assaduras começam a melhorar depois de dois ou três dias de tratamento, peça indicação ao seu pediatra da melhor pomada e creminho para passar na região afetada.

Se depois desses dias as coisas não melhorarem, marque uma consulta com  o médico, ele poderá passar o diagnostico correto e indicar o melhor tratamento.

 

Dicas para prevenir a assadura

 

  1. Mamãe, opte por produtos de higiene suaves e de acordo com a idade do bebê. Escolha prodos neutros, sem álcool, perfume, conservantes ou corantes;
  2. Depois do banho, seque bem o seu bebê com uma toalha de algodão e não se esqueça das dobrinhas;
  3. Procure trocar a fralda da criança a cada 3h ou sempre que estiver molhada e suja de cocô;
  4. Durante a troca de fraldas, limpe bem os órgãos genitais;.
  5. Não exagere na pomada de assadura mamãe, passe uma fina camada nas regiões afetadas;
  6. Não aperte muito a fraldinha no bebê, a pele dele também precisa respirar;
  7. Quando a criança começar a comer alimentos sólidos, não exagere na variedade mamãe;
  8. Atenção redobrada quando o intestino do bebê estiver solto.

 

Como identificar alergia a fraldas.

 

Como identificar alergia a fralda?

 

Mesmo não acontecendo com freqüência, alguns bebês podem sofrer de alergia a fralda.

Os sinais de alergia a fralda ou dermatite são visíveis nas áreas genitais, bumbum e virilha (partes cobertas pelas fraldinhas)

A pele da criança fica com sintomas parecidos com o da assadura, vermelhidão, coceira e brotoejas (bolinhas), a grande diferença é a descamação da pele.

Os fatores são diversos: Alergia a algum componente da fralda, alergia de contato (a pele do bebê pode ser hipersensível), alergia por uso excessivo.

 

Como devo tratar a alergia

 

Mamãe, se você estiver com dúvidas, consulte o pediatra. Ele poderá identificar o problema e passar o tratamento adequado para o seu bebê.

 

Dicas para prevenir a alergia

 

  1. Mamãe, ao comprar produtos de higiene pessoal (fraldas, lenços, toalhas etc), escolha uma marca confiável e que fale nas embalagens que é dermatologicamente testada;
  2. Ao identificar algo de diferente nas fraldas, entre em contato com a empresa;
  3. Deixe as fraldas em um lugar limpo e sem umidade, não precisa tirar todas as fraldinhas do pacote de uma só vez;
  4. Lave bem as mãos antes de trocar a frada do seu filho, isso pode evitar a transmissão de bactérias;
  5. Não aperte muito a fralda, assim, a pele do seu bebê consegue respirar.

 

Baby Roger, você pode confiar

 

Casos de alergia e irritação estão diretamente ligados à pré-disposição individual, cujas reações podem variar justamente por se tratar da tolerância de cada um ao uso repetitivo de determinado produto. As fraldas Baby Roger são fabricadas com matérias-primas atóxicas não são propensas a causar irritação, as mesmas são testadas dermatologicamente e microbiologicamente por laboratórios terceirizados e idôneos.

 

Mamãe, não deixe de acompanhar o nosso Facebook, temos dicas diárias para vocês. 

NEWSLETTER


SIGA-NOS

UNIDADE - SP
Sul, Sudeste e Centro-Oeste
Av. Duque de Caxias, 2016 - Promeca
CEP: 13223-025 - Várzea Paulista / SP
Fone: (11) 4606-1515
Sac: (11) 4596-4660
UNIDADE - PE
Norte e Nordeste
R. João Ricardo da Silva, 84 - Cruz de Rebouças - Galpão 01
CEP: 53630-066 - Igarassú / PE
Fone: (81) 3312-1154
Sac: (81) 3312-1154
VOLTAR AO TOPO